sobre a BD Divulgação agenda
nossos clientes
sala de imprensa
 


 
 
 


BD Divulgação: 26 anos levando arte e cultura aos quatro cantos do planeta! 



03.08.2016 A banda mais bonita da cidade






A Banda Mais Bonita da Cidade é sempre um acontecimento na vida dos gaúchos, que acompanham com curiosidade e carinho o trabalho do grupo. Pois dia 11 de agosto, em única apresentação, o público poderá conferir as novidades no show de lançamento do DVD “Ao vivo no Cine Jóia”, no Theatro São Pedro. Os ingressos já estão à venda. O grupo nasceu em 2009 da vontade de reinterpretar canções dos amigos de Curitiba. Após ficar mundialmente conhecido pelo vídeo de “Oração” em 2011 – com mais de 15 milhões de visualizações -, o grupo gravou seu primeiro disco pelo sistema de financiamento coletivo e se tornou um dos responsáveis pela massiva difusão do crowdfunding, destacando a banda pelo empreendedorismo em sua gestão. Em meados de 2012 realizou uma série de shows em parceria com o cantor pernambucano China. Dessas apresentações resultou um EP intermediário na carreira da banda: “Canções Que Vão Morrer No Ar”, um o vinil compacto 7” com apenas duas faixas, ambas releituras que eram executadas nessa turnê.Os músicos atualmente trabalham na turnê do segundo disco de estúdio. Contrapondo o trabalho de estreia, “O Mais Feliz da Vida” é conceitual, propondo uma reflexão sobre as etapas da vida. Além de contar com canções de Luiz Felipe Leprevost, Troy Rossilho, Alexandre França, Vitor Paiva e Rodrigo Lemos (entre outros compositores presentes no primeiro disco), o novo repertório conta também com releituras de Pélico e Nuno Ramos. Em um registro maduro, fruto de dois anos de parcerias, experiências pessoais e estrada, o álbum sugere uma evolução de sonoridade sem abrir mão dos contrastes de emoções e arranjos, trazendo ao estúdio a atmosfera redentora de seus shows com uma primeira parte a ser cantada em multidões e uma segunda parte voltada à introspecção.Em 2016 a banda lançou seu primeiro DVD, gravado ao vivo no Cine Jóia, em São Paulo. O registro conta com várias participações que marcaram sua carreira: Leo Fressato, Ana Larousse, Troy Rossilho, China, entre outros amigos e talentos que dividem a estrada com os músicos. Esse foi realmente um show muito especial, que resume a carreira do grupo até o momento: um repertório cantado à plenos pulmões pelo público, celebrando a união com seus seguidores e também com seus parceiros musicais. O show terá as participações de Ian Ramil, Lorenzo Flach e Guilherme Ceron. Dia 11 de agosto, única apresentação, no Theatro São Pedro.http://www.abandamaisbonitadacidade.art.br

 




03.08.2016 Parque de Diversões na La Photo






“Parque de Diversões” é um projeto independente criado pelo dramaturgo Diones Camargo e pelo ator Marcos Contreras, cuja estreia ocorreu no início de 2008, no Espaço OX do Bar Ocidente. Por ter sido levada aos palcos sem nenhuma lei de incentivo ou mesmo editais da Cultura – numa época em que a validade desse tipo de patrocínio não estava em questão na nossa sociedade – a peça acabou fazendo apenas oito apresentações, sempre com casa lotada. Mas apesar do enorme sucesso de público e também de crítica, desde lá o espetáculo permaneceu inativo devido exatamente à falta de recursos para trazê-lo de volta à cena.Agora, sete anos depois desde a última apresentação, o grupo se reuniu novamente para dar prosseguimento ao espetáculo. A temporada 2016 tem estreia dia 05 de agosto na Galeria La Photo (Travessa da Paz, 44 – Bairro Farroupilha), espaço inovador que já comportou parcerias anteriores dos autores, tais como as peças “Peru, NY” e “A Fome”, e que possibilitará manter o formato original do projeto, ou seja, recriar no lugar o ambiente descontraído de um cabaré (ou um bar de stand-up comedy) em que as pessoas poderão sentar-se às mesas para beber à vontade enquanto assistem ao espetáculo. Escrito e dirigido pelo dramaturgo Diones Camargo (Andy/Edie, 9 Mentiras sobre a verdade, Hotel Fuck, Os plagiários) em parceria com o ator Marcos Contreras (Édipo, Platão dois em um, Fassbinder – o pior tirano é o amor), o texto discute a alienação do mundo contemporâneo através da figura de um homem que se sente anestesiado pela realidade à sua volta. Deitado em sua cama, o personagem comenta para a plateia os fatos que o levaram àquele estado de absoluta letargia. Em meio a lembranças, ressentimentos, consumo e abuso de drogas, ele enxerga nas circunstâncias apenas desculpas para refugiar-se em seu apartamento. Sua paz só é rompida pelo parque de diversões que fora montado bem em frente à sua janela e que insiste em, dia após dia, invadir seu quarto com ondas de intolerável alegria. Unindo linguagem audiovisual, experimentação sonora e performance ao vivo, a peça recebeu elogios entusiasmados do público e da crítica na época de sua estreia, em 2008. A nova montagem traz mudanças na estrutura do espetáculo, mas sem deixar de lado o sarcasmo e a ironia que caracterizam esta inusitada mistura de monólogo dramático com stand-up comedy. Parque de Diversões: de 05 a 27 de agosto, sextas e sábados, 20h. Ingressos com recompensas e descontos no http://www.catarse.me/parquedediversoes

 




03.08.2016 Surpresa no MEME Santo de Casa






“Surpresa”, terceira montagem da Cia Palhaça Sem Lona, capitaneada por Lia Motta, estreia em um espaço muito especial: o Meme Santo de Casa. A peça entra em cartaz dia 05 de agosto e permanece em temporada até dia 20, sempre nas sextas e sábados, às 20h. Em cena estão as aventuras e desventuras de Marmotta e Baguetinho que levam a vida tranquilamente em seu universo particular e solitário até serem surpreendidos por um grupo de pessoas que os observa. Sem compreender o que está acontecendo, os dois procuram uma resposta no calendário. “É hoje”, exultam. Chegou, enfim, o esperado dia em que alguém terá uma grande festa surpresa em homenagem à sua existência. Marmotta então se dedica aos preparativos para que tudo seja perfeito, enquanto Baguetinho embala os convidados com suas canções. O tempo é pouco, o sonho é grande, e o resto é SURPRESA! A Cia. Palhaça Sem Lona se dedica à pesquisa da linguagem de palhaço(a) desde sua fundação em 2009.  Ã‰ parceira da Organização Pallasos en Rebeldia desde 2014, quando trouxe pela primeira vez ao estado do RS o palhaço espanhol Ivan Prado para ministrar a oficina Palhaceando a Existência. A partir desta união surgiram encontros e apresentações em espaços de conflito como comunidades indígenas do Mato Grosso do Sul e Alagoas. Este ano, a companhia aventurou-se numa empreitada de tirar o fôlego: realizou em Porto Alegre a 1ª Mostra Tua Graça Palhaça, uma mostra internacional de mulheres palhaças, colocando a mulher no foco da cena, com muito sucesso. Nomes como Ivan Prado, da Espanha e Eva Ribeiro, de Portugal também vieram ao sul do Brasil pelas mãos de Lia Motta e sua companhia, que vem atuando e difundindo a palhaçaria em eventos e festivais por todo o Brasil.A sonoplastia de “Surpresa” é assinada por André Costa, que contracena com Lia Motta. Os figurinos são de Antônio Rabadan e Luciana Delacroiax e a iluminação é de Fabrício Simões. Os ingressos custam 25 reais antecipados e 30 reais na hora. Sempre com 50% de desconto para estudantes, idosos e classe artística. Mais informações:http://www.centromeme.com.br

 




12.07.2016 Quarta Cultural em julho






No dia 13 de julho, a doutora em literatura Gabriela Silva celebra a obra de William Shakespeare no ano em que marca os 400 anos da morte do autor. Ela faz a leitura de trechos da obra e apresenta curiosidades sobre as peças e biografia do autor, sempre muito atual. E a segunda quinzena de julho será aberta no embalo da MPB. Gisele de Santi apresenta clássicos e músicas autorais em um pocket show, acompanhada por Rodrigo Panassolo na guitarra semiacústica. Para encerrar a programação, toda a irreverência de Peninha. O jornalista, historiador e escritor Eduardo Bueno conta um pouco sobre a sua trajetória que inclui a publicação de 15 livros e a tradução de outros 22, entre eles o antológico “On the road”. O bate-papo acontece no dia 27. Estejam todos convidados!

 




12.07.2016 Jota Pê & Banda e Tchez em julho no MEME






As canções autorais que retratam o cotidiano, natureza e estrada e releituras de clássicos do folk e soul, estilos preferidos do grupo, estão presentes no show do Jota Pê Rocha & Banda, dia 16 de julho no Meme Santo de Casa. E na semana seguinte, dia 22, está a estreia do novo trabalho da Tchez, grupo formado em 2013 e que traz em sua essência a mistura de ritmos regionais como a milonga e o chamamé com o rock and roll. Todos os integrantes possuem extensa experiência no palco, com diversos trabalhos musicais. Vale conferir os dois momentos do casarão da Lopo Gonçalves.Jota Pê Rocha & Banda é um projeto solo do artista gaúcho Jota Pê Rocha no qual ele busca trazer as mais diversas influências do folk e o sentimento do soul em um repertório autoral que fala de amores cotidianos, natureza e estrada. Também releituras de clássicos como “Move by Yourself”, “Finally Moving”, “Que Beleza”, entre outros que marcam com a identidade crua da banda. Neste espetáculo do dia 16 de julho o grupo terá uma série de artistas convidados.Dia 22 de julho é um dia importante na carreira da Tchez, pois marca a apresentação do trabalho autoral do grupo formado em 2013. O objetivo é registrar e reproduzir as ideias musicais do grupo, que traz em sua essência a mistura de ritmos regionais como a milonga e o chamamé com o rock and roll. Todos os integrantes possuem extensa experiência no palco, com diversos trabalhos musicais.O vocalista Nikki Goulart faz performances de Michael Jackson há muitos anos. Marcos Bombardelli e Filipe Lima, além de músicos com diversos trabalhos e participações ao longo dos anos, são professores e educadores musicais. Terence Michels possui longa estrada musical com diversos trabalhos autorais. O grupo teve o lançamento de seu primeiro trabalho – o  registro de cinco canções -, no Bar Ocidente em 2014 e contou com a participação de Bebeto Alves, Carlos Gerbase e King Jim. Entre os planos para este ano está a finalização de seu primeiro disco.

 




12.07.2016 Henning Wagenbreth na Parada Gráfica em agosto






A Parada Gráfica inspirou um movimento nacional de feiras de publicações e peças gráficas independentes, sendo uma das pioneiras. Hoje, o evento realizado pelo Museu do Trabalho, se destaca na cena brasileira, recebendo artistas nacionais e internacionais aqui em Porto Alegre a cada ano. E só cresce e fica mais diversificada! Esse ano a abertura da feira, conta com a exposição e a presença do artista gráfico Henning Wagenbreth, de Berlim, no dia cinco de agosto (sexta), às 19h, na Galeria Península (Rua dos Andradas, 351). O alemão é um dos mais renomados artistas gráfico do mundo e trabalha como ilustrador e designer gráfico. Henning cria suas próprias fontes e entende as técnicas de impressão manuais e industriais como parte importante do seu processo de trabalho criativo. Ele ilustra e cria livros, cartazes, jornais e revistas em diversos tamanhos, que vão desde selos a cartazes gigantes. O artista, que é professor do curso de ilustração da Universidade de Artes (UDK) de Berlim, também gosta de explorar os filmes de animação, o teatro e a música. Desde 1990 tem participado em exposições coletivas e realizado outras individuais no mundo todo. Suas exposições mais recentes foram "Alles Siebdruck! All screen print!" na Galeria Re:Surgo em Berlim, Alemanha (Fevereiro 2016)  e "Nachtzug Gare du Nord" na galerie arts factory em Paris, França (Abril 2016). Em Junho 2016 participou da "Illustratie Biënalle" (Bienal de ilustração) em Haarlem, Países Baixos. Imperdível!Esse ano a Parada Gráfica acontece nos dias 5 (abertura na Galeria Península), 6 e 7 de agosto (no Museu do Trabalho), e conta com 113 bancas que juntas disponibilizarão ao público obras de cerca de 400 artistas gráficos de vários estados brasileiros e países sul-americanos. Em sua 4ª edição e é uma das principais feiras do circuito brasileiro de feiras de publicações independentes, junto da Feira Plana e Tijuana, ambas de São Paulo, e a Pão de Forma, do Rio. Mais informações:http://www.museudotrabalho.org

 




22.06.2016 Filemon no MEME






O Meme Santo de Casa apresenta FILEMON, espetáculo com direção e atuação de Rodrigo Vrech, dia 01 de julho, às 21h. A partir do mito grego de Baucis e Filemon, o ator Rodrigo Vrech tece a história de Rose, uma mulher contemporânea enredada em um relacionamento abusivo e que experimentou as consequências de sua libertação. Em uma relação íntima com o público, a peça se desenvolve entre narração e interpretação, realidade e ficção, rumo ao final inesperado. A montagem, que tem texto e direção do próprio Vrech, já teve apresentações em Minas Gerais, Rio, Rondônia e Acre. Rodrigo Vrech formou-se como ator na Escola de Teatro Martins Pena, no Rio de Janeiro, em 2008. Viajou com a Companhia Teatro Independente/RJ pelo Palco Giratório do SESC em 2011 circulando por mais de vinte estados do país. Ministrou oficinas de dramaturgia no Acre, Rondônia, Amazonas e Mato Grosso, pelo projeto Dramaturgias: Leituras em Cena. Fundou a Beradera Companhia de Teatro, em Porto Velho/RO, no ano de 2013 e dirigiu, produziu e escreveu os espetáculos Lete e Saga Beradera, ambos contemplados pelo Prêmio Myriam Muniz de Teatro da Funarte (2012 e 2014). Circulou por dez capitais da Amazônia Legal através do Projeto Sesc Amazônia das Artes 2015. Entre 2013 e 2015 ministrou aulas de artes cênicas através do projeto Oficina de Teatro Porto Velho.  Ã‰ autor do livro de contos Filme, da Editora Oito e Meio. Roteirizou, dirigiu, atuou e editou o curta-metragem Massacre, finalizado em 2016. Em março deste ano, Rodrigo Vrech mudou-se para Porto Alegre, e aqui pretende firmar seu trabalho em artes cênicas, audiovisual e literatura ministrando aulas de teatro e desenvolvendo sua pesquisa de linguagem iniciada com Filemon.Mais informações:http://www.centromeme.com.br

 




21.06.2016 Trio Molduras em Vinho - dias 03 e 10 no MEME






O Trio Molduras em Vinho, inspirado no tempo de maturação do vinho, deu tempo ao tempo e amadureceu plenamente seu trabalho antes de se jogar de corpo e alma nos palcos! Agora o público poderá conferir o resultado desta maturação nas duas apresentações, dias 03 e 10 de julho, dois domingos, no Meme Santo de Casa Estação Cultural. A flauta de Rodrigo Carraro junta-se aos violões de Daniel Pinheiro e Paulo Henrique Alves Nunes, construindo uma formação concisa em sintonia com o intimismo das canções autorais e a poesia que o grupo traz em sua essência.Daniel Pinheiro, nascido em Porto alegre, compôs trilhas para teatro (Um Amigo na Loucura), participou de projetos resgatando a bossa nova e lecionou violão e teoria musical nas décadas de 1990 e 2000. Hoje, dedica-se à composição. Paulo Henrique Alves Nunes, violonista nascido em Porto Alegre, atua profissionalmente desde 1990. É regente de coral e instrutor de música e vem apresentando-se com diversos e importantes músicos como Telmo de Lima Freitas, Rui Biriva, Leopoldo Rassier, Vitor Hugo, Paulo Silva e outros. No âmbito educacional, participou da ONG Associação Legato e, por cinco anos, da antiga Fundação Cultural de Canoas como diretor musical. Rodrigo Carraro atua intensamente como instrumentista nos mais diversos segmentos da cena musical de Porto Alegre, tanto na área popular como erudita. Possui um sólido trabalho como professor de música nas principais escolas da cidade, como também, ministrando oficinas particulares.Mais informações:http://www.centromeme.com.br

 

                                                               Postagens mais antigas

índice geral

BD Produção Cultural LTDA

Av. Erico Verissimo, 624/504. Menino Deus. Porto Alegre

Sítio: www.bddivulgacao.com.br

Facebook - BD Divulgação

Twitter: @bddivulgacao